| en |

 


Sociedade de Advogados

 

Em Março de 1980, Antonino Antunes e Maria Augusta Antunes iniciaram em conjunto o exercício da advocacia, como actividade exclusiva e a tempo inteiro. Maria Augusta Antunes, depois de ter concluído o seu estágio profissional, Antonino Antunes, depois de ter passado, desde 1971, pela Magistratura do Ministério Público e pela Magistratura Judicial. Em 1984 foi constituída a sociedade "Antonino Antunes & Maria Augusta Antunes - Sociedade de Advogados", registada na Ordem dos Advogados sob o n.º 1/84.

Iniciou e desenvolveu, a partir daí, um conseguido processo de "internacionalização". Promoveu a constituição de "PortugalJuris - Associação Forense De Profissionais Liberais", que ainda hoje mantém a sua sede na Avenida dos Combatentes, 133, em Viana do Castelo. A "Portugaljuris" (através do seu presidente, Antonino Antunes) - juntamente com "Italjuris", "Eurojuris Belguim", "Eurojuris Denmark", "Interjuris France", "Eurojuris Germany" e "Eurojuris Netherlands" - esteve na génese e foi fundadora de "Eurojuris InternationalL EEIG", com sede em Bruxelas.

No desenvolvimento de uma estratégia de maior proximidade com os seus clientes e com centros de interesse e de decisão, em 2006 abriu escritório na Avenida dos Defensores de Chaves, n.º 51, 3.º - A, Lisboa, para onde transferiu a sede social. Direito Comercial, Direito Bancário e Financeiro, Direito Civil - Contratos e Responsabilidade Civil, Direitos Reais, Direito das Sucessões, Direito da Família -, Direito dos Transportes, Direito do Urbanismo e do Ambiente, Direito Executivo, Arbitragem e Mediação são as áreas de actuação mais marcantes no escritório de Lisboa.

No final de 2008, o escritório de Viana do Castelo foi transferido para novas instalações, situadas na Av. Combatentes da Grande Guerra, n.º 179, dessa cidade, que permitiram um alargamento considerável do espaço disponível, bem como um incremento de qualidade ao nível nas condições de trabalho.No final do ano de 2009, Antonino Antunes suspendeu a inscrição na Ordem dos Advogados e voltou à Magistratura Judicial, como Juiz de Direito. A sociedade sofreu então uma reestruturação interna, ao nível da sua organização, e José Carlos Rodrigues assumiu a posição de sócio de capital anteriormente ocupada por Antonino Antunes.